Serviços e benefícios

Edite seus planos

Altere a forma e o dia de pagamentos, reduza o valor de contribuição, mude a data do vencimento do plano, entre outros dados.

Resgates

Você pode solicitar o resgate de valores investidos a qualquer momento, observados os períodos de carência.

Portabilidade interna

Você pode mudar de plano, como também o perfil do fundo de investimento, acompanhando os momentos da sua vida.

Simulador de benefício fiscal

Use nosso simulador para saber o quanto é necessário investir em Previdência para garantir o incentivo fiscal com dedução de até 12% da renda bruta anual com o PGBL.

Sorteios

Sua Previdência é premiável? Além de pensar em um futuro mais tranquilo, você concorre a prêmios, conforme o plano contratado.

Livelo

Invista no seu futuro e ainda ganhe pontos Livelo para resgatar em produtos, serviços e experiências incríveis.

Rentabilidade dos fundos

Seus investimentos no plano de Previdência Privada podem ter rendimentos diários, de acordo com o perfil do fundo contratado. 

Conservador, Moderado, Dinâmico ou Arrojado, seja de renda fixa ou variada, os fundos de investimento dos planos da Bradesco Vida e Previdência, são geridos pela BRAM - Bradesco Asset Management -, eleita em 2020 Melhor Gestora de Fundos de Previdência do País, em uma pesquisa feita pela FGV em parceria com o jornal Valor Econômico.

Consulte os índices do fundo contratado, analise e compare com outros fundos, por meio de gráficos e tabelas de desempenho, pela página Rentabilidade de fundos.

Podemos ajudar? Tire duas dúvidas

A forma de declaração de investimentos ou resgates no Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) depende das condições de seu contrato. Caso seu plano seja PGBL ou de previdência fechada (fundos de pensão), os investimentos, ou aportes, devem ser declarados na ficha “Pagamentos Efetuados”. Lembre-se que você pode deduzir apenas 12% da sua renda bruta anual nas declarações feitas de forma completa.
Para planos VGBL, não se podem deduzir e não devem ser declarados os pagamentos. No entanto, o saldo deve ser informado na ficha “Bens e direitos”.
Agora você resgatou ou recebeu em forma de renda, independente da modalidade do seu plano, a forma de declarar depende da tabela de tributação escolhida (regressiva ou progressiva).
Por exemplo, para quem recebe recursos tributados pela tabela progressiva, é preciso declará-los na ficha “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”. No caso de quem recebe pela regressiva, é preciso declará-los na ficha “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva”. 

Os informes de rendimentos, bem como outras informações necessárias, podem ser obtidos acessando o App da Bradesco Seguros ou pelo Internet Banking Bradesco.

A portabilidade interna é a possibilidade de você mudar de plano de Previdência Privada dentro da própria instituição financeira. 
Sabemos que seu projeto de vida pode mudar, ou novas oportunidades e circunstâncias fazem com que você precise adaptar seu planejamento. A partir da flexibilidade permitida pela portabilidade interna, seu plano de Previdência pode acompanhar seus momentos ou as novas expectativas, como também a possibilidade de maiores rendimentos. 
E não há carência para a portabilidade interna.

Investimentos com condições pré-estabelecidas. Ou seja, prazos e condições de remuneração já são determinados no momento da aplicação. São títulos públicos (emitidos pelo Governo) ou privados (emitidos por empresas), considerados mais segurados e indicados para pessoas que desejam correr menos riscos.

Investimentos em que a rentabilidade não é pré-determinada. Exemplo: ações negociadas em bolsa de valores, fundos de investimento em renda variável e commodities (ouro, moedas estrangeiras, entre outros). Esse tipo de investimento é considerado mais arriscado, mas tem maior potencial de retorno (embora sem garantia) e é mais indicados para investidores de longo prazo. 

O significado literal de cada sigla é Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) e Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL). A diferença entre os tipos de plano de previdência está em quanto o investidor vai pagar no Imposto de Renda. O PGBL é recomendado para quem faz a declaração completa do Imposto de Renda. O investidor pode deduzir do imposto o que investiu durante o ano no plano de previdência até chegar no limite de 12% da renda bruta. O VGBL é indicado para quem declara o Imposto de Renda no formulário simplificado e também para quem é isento. Nesse caso, o investidor não pode abater as aplicações feitas ao longo do ano no Imposto de Renda.
  

Complementary Content
${loading}