Banner Topo

Conheça mais os planos de Previdência Privada

Tantas possibilidades para você

A Previdência Privada é um investimento de longo prazo, que pode ser para ter uma fonte de renda no futuro; aquela quantia necessária para abrir seu negócio ou fazer a viagem dos sonhos; o dinheiro necessário para investir na educação e futuro dos filhos.

Para cada projeto de vida, há um plano perfeito para você.

Conheça as possibilidades e escolha o seu!

Lembre-se: É possível ter mais de um plano de Previdência, em que cada um tenha um objetivo específico, por exemplo.

Planos abertos ou fechados

A diferença entre eles é fácil de entender. Mas saiba que ter um outro pode ser importante em outros momentos de sua vida.

Abertos

São aqueles contratados por você diretamente com a Entidade Aberta de Previdência Complementar (EAPC), como é a Bradesco Vida e Previdência.

Fechados

São planos contratados para um determinado grupo de pessoas. Pode ser empresas para seus funcionários, associações de classes ou setoriais.

Tipos de Previdência Privada Aberta

As siglas PGBL e VGBL identificam os dois tipos de planos disponíveis no Brasil. Basicamente, a diferença entre eles é a forma como será pago o imposto de renda sobre os valores investidos e os rendimentos.

PGBL - Plano Gerador de Benefício Livre

Ao obter o plano é possível abater os investimentos na declaração anual de IR, dentro do limite dos 12% da renda bruta anual tributável. Mas, é importante ressaltar, haverá cobrança do imposto sobre o montante total disponível no momento do resgate.

VGBL - Plano Vida Gerador de Benefício Livre

Vida Gerador de Benefício Livre. Para este tipo de plano, não é permitido a dedução dos investimentos na declaração anual do imposto de renda. Por sua vez, o cálculo do imposto a ser pago no momento do resgate será sobre os rendimentos apenas.

Escolha o o regime tributário

O Regime tributário é a forma de cobrança de imposto sobre o dinheiro que você acumulou na previdência. São dois tipos de tributação para sua escolha: a progressiva e a regressiva.

Regime Progressivo

O valor que você resgata é tributado em 15% na fonte como forma de antecipação do IR podendo ser compensado na próxima declaração do Imposto de Renda. Caso escolha receber sua reserva em forma de renda mensal, o desconto referente ao imposto segue a tabela progressiva do Informe de Rendimentos Pessoa Física (IRPF), com alíquotas de isento até 27,5%.

Regime Regressivo

A tributação é exclusiva na fonte e incentiva o investimento a longo prazo. Assim, as alíquotas do imposto de renda partem de 35% e, a cada 2 anos, reduz 5%, podendo chegar a 10% de percentual a ser aplicado no cálculo do valor do tributo a ser pago,  para prazos de acumulação superiores a 10 anos. Esse tipo de regime não prevê deduções, nem ajustes na declaração anual.

A rentabilidade do plano de Previdência Privada

A rentabilidade representa o desempenho financeiro dos planos de Previdência Privada, ou seja, depende da taxa de rendimento do fundo aplicado, abatidas as taxas. 

Uma informação muito importante: tudo o que você investe no seu plano de previdência privada é alocado para um fundo de investimento. Dessa forma, seu dinheiro rentabiliza, ou seja, rende na fase de acumulação para proporcionar maior segurança no futuro. 

Os planos de Previdência Privada da Bradesco Vida e Previdência rendem 100% dos fundos. E estes fundos são geridos pela BRAM – Bradesco Asset Management - eleita em 2020 Melhor Gestora de Fundos de Previdência do País, em uma pesquisa feita pela FGV em parceria com o jornal Valor Econômico.

São diferentes fundos para diversos perfis de investidores. Você pode ser conservador, com renda fixa e baixo risco; moderado, com um retorno um pouco maior e ainda baixo risco; dinâmico, que busca crescimento real do capital e tolera um maior risco; arrojado, se tem apetite a risco e conhece os cenários de juros. Quer saber sobre seu perfil, responda o questionário do API Bradesco. Clique aqui para fazer o teste para saber seu perfil.  

A Bradesco Vida e Previdência acredita na transparência. Você pode acompanhar o rendimento diário dos fundos. Confira os resultados.

Taxas

Dois tipos de taxas incidem, normalmente, sobre os planos de previdência, em diferentes momentos: a taxa de administração e a taxa de carregamento

Taxa de administração

É o percentual expresso ao ano, descontado diariamente sobre o patrimônio líquido do fundo pelo serviço de gestão da carteira de investimentos e também pela administração do fundo.

Taxa de carregamento

É o percentual calculado sobre as contribuições pagas pelo participante, a fim de suprir as despesas administrativas, de corretagem e colocação do plano de previdência. Essa taxa pode não ser cobrada em nossos produtos.

Nos planos de previdência de renda fixa, a taxa de carregamento é zero, exceto para planos VRGP Prev Classic 3 em 1. Neles, o carregamento será cobrado na entrada e na saída dos recursos; sendo que o carregamento de saída será reduzido a 0% quando o segurado completar 25 meses de inscrição no plano.

Resgate e renda do valor acumulado

Ao final do período do seu plano, você terá um valor acumulado, que será a soma do que investiu mais os rendimentos. E esse saldo pode ser resgatado de uma vez ou pode se tornar uma renda mensal. 
Mas vale ressaltar que o vencimento do plano pode ser alterado a qualquer momento. Uma outra possibilidade é manter os recursos investidos para ser usado como um planejamento sucessório.

Temos algumas opções. Confira:

Quais são os tipos de renda?

- Renda vitalícia: renda mensal paga durante toda a sua vida. 
- Renda temporária: renda paga somente a você, por determinado período. 
- Renda vitalícia por prazo mínimo garantido: renda mensal paga durante toda a sua vida ou por um período mínimo escolhido por você. 
- Renda por prazo certo: renda mensal paga durante um período escolhido por você. 
- Renda vitalícia reversível ao beneficiário indicado: renda mensal paga durante toda a sua vida, em seguida transferida para o beneficiário que você indicou, que também recebe por toda a vida. 
- Renda vitalícia reversível ao cônjuge e aos menores: renda mensal paga durante toda a sua vida, em seguida, transferida ao cônjuge e, mais tarde, revertida aos filhos até completarem 24 anos.

Complementary Content
${loading}