Saiba como identificar os gatilhos para parar de fumar

Um pouco de autoconhecimento e consciência sobre o que te leva a fumar ajudam no objetivo de largar o cigarro. Veja cinco dicas para identificar gatilhos e não ficar refém desse vício.

Saiba como identificar os gatilhos para parar de fumar

Há diversos motivos que levam uma pessoa a continuar fumando, apesar da vontade de parar de fumar. Então, como identificar os gatilhos que acabam aumentando a dificuldade de largar o cigarro e dizer adeus ao vício?

Antes de continuar, é preciso entender que, nesses tempos de pandemia, pode estar sendo difícil deixar o cigarro de lado. Uma pesquisa recente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) mostrou que, de todos os homens e mulheres entrevistados, 31% e 38,2% disseram, respectivamente, fumar mais de dez cigarros diariamente desde o início da pandemia.

Já 57,1% dos homens e 49,2% das mulheres continuaram fumando a mesma quantidade por dia, enquanto 11,9% dos entrevistados e 12,6% das entrevistadas diminuíram o consumo de cigarros fumados diariamente.

Os benefícios que o ato de parar de fumar traz para a qualidade de vida de um ex-fumante são amplamente divulgados. Ainda assim, alguns “achismos” impedem que o primeiro passo para deixar o vício de vez seja dado (você pode ler cinco mitos que podem te atrapalhar nesse artigo do Viva a Longevidade). Sem contar que nem sempre é fácil identificar o que deixa alguém querendo colocar um cigarro na boca.

Se você se encontra em um desses grupos ou conhece alguém que não sabe qual o motivo para querer fumar, buscar o autoconhecimento pode ser o primeiro passo. Por exemplo, o consumo de bebida alcoólica ou do café pode levar uma pessoa a querer tragar um cigarro, mesmo que de forma não pensada.

Como destaca José Rodrigues Pereira, pneumologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo ouvido em uma matéria do G1, o cigarro pode ser uma válvula de escape em momentos de ansiedade. “O cigarro libera a nicotina e a nicotina libera as substâncias prazerosas.”

Confira abaixo algumas dicas sugeridas por Pereira e Jaqueline Scholz, diretora do Programa de Tratamento do Tabagismo do INCOR, ao G1, de como identificar quais são os gatilhos e como mudar alguns hábitos para não ser vencido pelo vício de fumar.

Dica 1: Identificar qual é o gatilho
A vontade de fumar pode aparecer ao tomar uma cerveja, um vinho, um café, durante uma reunião online. Vai depender de cada pessoa. O importante é saber o que lhe faz querer tragar um cigarro.

Dica 2: Mudar a rotina
Costuma fumar um cigarro após o almoço? Ou na pausa da tarde para um cafezinho? Depois de identificar quais são os gatilhos, a sugestão é tentar mudar esses “rituais”.

Dica 3: Buscar o autoconhecimento
Momentos tão difíceis como os vividos nos últimos tempos podem estar por trás do domínio do vício sobre você. O autoconhecimento é importante para entender como definir a melhor estratégia para parar de fumar.

Dica 4: Praticar a técnica do desconforto
Aqui, seria pegar aquele lugar da casa que não é um bom ambiente para fumar. O exemplo da matéria do G1 é ficar de pé e fumar de frente para uma parede.

Dica 5: Seguir um passo por vez
Cada pequena vitória deve ser celebrada, ainda mais após períodos difíceis. Conseguir passar um dia livre do cigarro já é motivo para uma comemoração (mas longe dos gatilhos da dica 1, hein?).
 

Complementary Content
${loading}