Bradesco Saúde alerta para os efeitos nocivos do consumo de drogas

por Bradesco Seguros em 23/06/2017

O uso de drogas é um mal social que atinge a maioria dos países, em todos os continentes. Por essa razão, a Organização das Nações Unidas (ONU) adotou 26 de junho como o "Dia Internacional de Combate às Drogas". Segundo dados da própria ONU, cerca de 5% da população mundial - um contingente de mais de 250 milhões de pessoas entre 15 e 64 anos - usa algum tipo de droga ilícita.

O relatório aponta ainda a existência de cerca de 30 milhões de usuários de drogas problemáticos, ou seja, aqueles que consomem drogas regularmente ou que apresentam distúrbios ou dependência. A Bradesco Saúde, por meio do "Programa Juntos pela Saúde", faz um alerta para algumas doenças provocadas pelo uso de drogas ilícitas ou até às liberadas para consumo. Confira:
 

-  AIDS: transmissão via contato direto com o sangue do indivíduo contaminado, como ao partilhar seringas;

-  Comprometimento cerebral: o uso contínuo de drogas pode causar lesões permanentes no cérebro;

-  Cirrose e câncer no fígado: pode atingir usuários que consomem grandes quantidades de bebidas alcoólicas;

-  Insuficiência renal: devido ao acúmulo de toxinas no sangue, os rins ficam sobrecarregados e deixam de filtrar o sangue corretamente;

-  Endocardite infecciosa: as drogas injetáveis podem levar micro-organismos, que infectam as válvulas cardíacas e prejudicam seu funcionamento;

-  Enfisema pulmonar: causado pela presença de pequenas partículas de pó (cocaína ou outra droga inalada) que se instalam nos alvéolos;

-  Desnutrição: o uso de drogas compromete o sistema que regula a fome e o indivíduo deixa de comer;

-  Distúrbios comportamentais: euforia, depressão, perda do sentido da realidade, entre outras, provocadas, sobretudo, por drogas como cocaína e anfetaminas.

 
O "Programa Juntos pela Saúde" reforça que não consumir é a forma mais eficiente de impedir problemas decorrentes do uso de drogas. Por isso, deve-se evitar, por menor que seja, o contato com as drogas, incluindo as consideradas mais leves.